• English
  • Português

INFORME IV – 10/11/2014

  1. Homologado o resultado do processo seletivo (mestrado e doutorado), 2014/2015.  Foi realizada uma avaliação geral do processo por membros das bancas e feitas sugestões a serem incorporadas no próximo ano.

  2. A coordenação chamou a atenção para o fato de que os alunos ingressantes em 2015 serão regidos pelas Novas Normas do PPGAS, já aprovadas, e em vias de publicação (no janus e no site) que, entre outras coisas, prevê a realização antecipada dos exames de qualificação (até 15 meses para o Mestrado e até 27 meses para o Doutorado e Doutorado Direto). Outras modificações importantes são: 1. a obrigatoriedade do inglês para os candidatos ao Mestrado e do inglês e francês, para os de Doutorado e 2. a nova composição das bancas de defesa: 3 arguidores para o Mestrado e Doutorado, o orientador funcionando como coordenador dos trabalhos, mas sem direto à voto.  Assim que publicadas, recomenda-se a leitura cuidadosa das Normas.

  3. Em virtude do plano de tradução de alguns conteúdos dos site para o inglês, foi solicitada a revisão dos grupos e linhas de pesquisa, até no máximo 20 de novembro.

  4. Foi informado que o documento de Cotas encontra-se em tramitação na CPG.

  5. Foi apresentada a grade de disciplinas da pós-graduação do ano de 2015. A coordenação esclareceu que todos os docentes do corpo permanente, credenciados no PPGAS, devem ser fazer presentes no triênio, oferecendo disciplinas optativas. Lembrou ainda o maior número de optativas oferecidas no primeiro semestre de 2015; diante disso, eventuais professores visitantes se acomodam melhor no segundo.

  6. Foi realizado um balanço do Coleta Capes 2013 e reforçada a importância do aumento de publicação de artigo em periódicos A e B (segundo qualis da área). Além disso, foi lembrado que com o fim dos PROCADs é preciso um reforço da inserção nacional, pelo estabelecimento de programas, convênios e parcerias com outras universidades brasileiras. Destacados também: 1. a necessidade de distribuição dos alunos pelos orientadores (sendo entre 3 e 8 o número desejável de orientandos por professor, segundo a Capes) 2. o controle estrito no próximo ano dos pedidos de prorrogação de prazo para depósito de dissertações e teses (conferir informe III, de 14/08/2014) e 3. o novo item de avaliação dos programas pela Capes: interfaces com a educação básica.